FINANCIAL TIMES, DE FRANKFURT  –  A sete semanas do fim de seu mandato de oito anos, o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, está novamente determinado a fazer “o que for necessário” — assim como em 2012, quando sua guinada para um afrouxamento monetário radical salvou a zona do euro de um colapso. O BCE usou quase todas as ferramentas que tinha à disposição em nova tentativa de impulsionar a fraca economia da zona do euro.



Fonte

WhatsApp chat